Assistência Social realiza 1ª Mostra Cultural do CRAS Harmonia

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação e Participação Popular realizou a 1ª Mostra Cultural do Centro de Referência de Assistência Social Harmonia  (CRAS Harmonia) na noite da última terça-feira, 11, no auditório da Câmara de Vereadores.
A Mostra teve origem a partir do desejo de compartilhar com a comunidade os trabalhos desenvolvidos pelos usuários do CRAS.
O grupo de Pessoas com Deficiência (PCD), que se reúne semanalmente na Escola Estadual de Ensino Fundamental Frei Miguelinho, desenvolveu o primeiro projeto: "Eu no mundo", onde tiveram convívio social ao longo deste ano e cada um dos 12 integrantes produziu uma tela, apresentando, através delas, suas vivências, sob a orientação da pedagoga Eduarda dos Santos.
" A idéia surgiu depois de participarem numa exposição na cidade, com intuito de serem artistas, e lá viram a possibilidade de também criar algo que tivesse um retorno financeiro para custear as confraternizações da turma e os passeios que eles tanto gostam de fazer", comenta Eduarda.
O secretário municipal da Assistência Social, Habitação e Participação Popular, Luciano Altneter (Nico), salientou que a turma de Pessoas com Deficiência vem sendo atendida pela Secretaria desde o início deste ano e, ao longo deste período, aprendeu a conhecer cada integrante desta turma que era denominada como "Turma Especial do Frei".
"Realmente esta turma é especial. Aprendemos diariamente com a alegria, a pureza e a capacidade de superação de cada pessoa que integra esta turma", salienta o secretário Luciano Altneter.
Para o prefeito Régis Zimmer, a Mostra é prova de que todos têm habilidades e talentos e que só precisam ser incentivados a desenvolvê-los. "A Administração Municipal parabeniza o trabalho que vem sendo desenvolvido com a turma de Pessoas com Deficiência, fazendo realmente um trabalho de inclusão", frisa Zimmer.


Histórias & Receitas de Família
Durante o evento foi lançado o Livro Histórias & Receitas de Família, produzido pela oficineira Raquel Teresinha da Silva, com 12 usuárias do CRAS que participaram da Oficina de Padaria em 2018, realizada na Padaria Comunitária da Secretaria de Assistência Social, quinzenalmente, às terças-feiras.
"As usuárias do CRAS trouxeram suas preferências e depois de colocá-las em prática, com sucesso, resolvemos transformá-las num livro que não têm apenas ingredientes e modo de fazer, contamos a história de cada receita", conta, orgulhosa, a oficineira Raquel.
O livro é composto por dez receitas, descritas em 15 páginas. Foram impressos cem exemplares que foram distribuídos às participantes da oficina e seus familiares e a todos que participaram do lançamento, na terça-feira.
A Mostra foi encerrada com uma apresentação de Hip Hop feita por crianças e adolescentes de 5 a 17 anos que são atendidos através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, nos bairros Rio Branco e Grassmann, no contraturno ao que frequentam a escola. O trabalho é feito sob a coordenação da técnica social Carina de Bona Deczuta e as aulas de hip hop são ministradas pelo educador social Airton Schiermer e Danúzia Schiermer, da ONG Vida Breve.
O evento contou com a presença do secretário de Saúde e Meio Ambiente, Lenoir Schönardie, representante da Secretaria de Obras, Jairo Korpalski, coordenadora do CRAS Harmonia, Andréia Valandro, usuários do CRAS, familiares, amigos e pessoas da comunidade, além da participação da banda Nostalgia Acústica e do músico Luciano da Rosa.


























 

---

 

 

 

 

Compartilhar