2º Festival de Coros de Rolante encanta público e resgata o amor pelo canto coral

A segunda edição do Festival de Coros de Rolante foi realizada na noite do último sábado, 27, na Sociedade de Canto Carlos Gomes, com apresentações do Coro Municipal de Rolante, Coro Cantarte, de Montenegro, Coral Sefaz, de Porto Alegre, Coral da PUCRS, também de Porto Alegre, e o Coro Masculino Stadtplatz, de Nova Petrópolis. O evento foi realizado pelo Departamento Municipal de Cultura de Rolante, com apoio da Federação de Coros do Rio Grande do Sul, integrando o 53º Festival de Coros do Estado "O gaúcho quer cantar".
Os cinco coros, cada um com seu repertório composto por lindas canções, encheu o coração e a alma da plateia de alegria que, atenta, parecia sorrir com os olhos a cada nota que ouvia. Ninguém piscava, apreciando, saboreando cada música.
O Festival de Coros de Rolante é recente, mas o amor da comunidade rolantense pela música e pelos coros vem de longa data. Prova disto é o local escolhido para a realização do evento: Sociedade de Canto Carlos Gomes, e tantas outras que já existiram no município, como a Sociedade de Canto Cristo Rei, Sociedade de Canto Concórdia (na localidade de Rolantinho), Sociedade de Canto Alto Rolantense (Alto Rolante), Sociedade de Canto Amor Perfeito (Ilha Nova) e, ainda, a Sociedade de Canto União Fraterna (na localidade de Campinas).
A Sociedade de Canto Carlos Gomes, palco deste evento, há muito tempo não possui mais o próprio coro. No entanto, certamente seus fundadores, se pudessem ver que a sociedade, criada por imigrantes alemães inicialmente como Sociedade de Canto Germânia de Rolante, no ano de 1885, é palco de um Festival de Coros e sempre é escolhida para outros eventos de grande importância para a comunidade rolantense, teriam orgulho de fazer parte do início desta história.
Coro Municipal de Rolante
Há oito anos o Coro Municipal de Rolante representa não apenas o município, mas todos os coros que já existiram na cidade. Originou-se de um grupo de Terceira Idade. Foi criado pela Lei Municipal nº 2685, de 31 de março de 2010, tendo como objetivo manter e difundir a cultura do Canto Coral no município, interagindo com coros locais e de outros lugares.
Sabendo da importância do coro e como forma de incentivar, sempre, a cultura, a Administração Municipal é responsável pelo pagamento do maestro, uniforme, local para ensaios, transporte para apresentações e pela promoção do Encontro de Coros de Rolante, através do Departamento de Cultura.
O Coro Municipal de Rolante é presidido por Pedro Angelo Ferreira, tendo como maestro o bacharel em música, com habilitação em Regência Coral pela UFRGS e Pós-Graduado em Educação Musical, Giovani Costa.
O Coro é composto por 30 integrantes, com idades entre 47 e 84 anos. São pessoas das mais variadas profissões: psicólogo, agricultor, contadora, industriários, veterinário, costureira, professoras e uma enfermeira que, unidos pelo amor à música, cantando em cima do palco a data de nascimento ou o título que possuem é o que menos importa. São todos amigos que, juntos, ensaiam e dedicam-se para, a cada apresentação, oferecer o melhor espetáculo a quem os assiste. 
Atualmente existem 4500 coros no Rio Grande do Sul e o Coro Municipal de Rolante não é apenas um número estatístico, a cada apresentação faz com que os rolantenses sintam-se orgulhosos e muito bem representados.
Pedro Ferreira explica o que precisa para participar do Coro Municipal de Rolante: vontade de participar de grupos, adequar-se às regras, ter disciplina, disponibilidade de horário e ser avaliado pelo maestro. Interessados em participar do Coro devem dirigir-se ao Departamento Municipal de Cultura, localizado no Espaço Cultural (Avenida Getúlio Vargas, 62, centro), nos meses de fevereiro e março, que é o período aberto à entrada de novos integrantes. Os ensaios são realizados às quartas-feiras, das 19 às 21h, no Espaço Cultural.
O 2º Festival de Coros de Rolante foi coordenado pela diretora de Cultura, Joyce Reis, e contou com a presença do prefeito de Rolante, Régis Zimmer, primeira-dama Rosimari Margarete Zimmer, presidente da FECORS e maestro do Coro Masculino Stadtplatz, Severino Seger, secretário municipal da Agricultura, Jair Fleck e pessoas da comunidade.

Foto: Sandra Both


























Ouvidoria Interna Prefeitura

__

 

 

 

 

Compartilhar